As Sete Soluções para a falta de dinheiro

“O dinheiro é o meio pelo qual se a avalia o sucesso terreno.

O dinheiro torna possível aproveitar as melhores coisas que a terra pode oferecer.

O dinheiro é abundante para aqueles que compreendem as leis simples que governam sua aquisição.

O dinheiro é hoje governado pelas mesmas leis que o controlavam quando, há seis mil anos, homens prósperos enchiam as ruas da Babilônia.”

Assim começa o livro O Homem Mais Rico da Babilônia que é considerado, por muitos, o livro mais antigo sobre finanças de que se têm notícias, escrito por George Samuel Clason e publicado em 1926. Este best-seller, com mais de dois milhões de exemplares vendidos no mundo todo, é composto de várias parábolas, na qual o autor aborda temas como: multiplicar riqueza e solucionar problemas financeiros.

A base do enredo são: os segredos de prosperidade, riqueza e sucesso dos antigos babilônicos.  George S. Clason, mostra  diversas formas de se trabalhar com os recursos financeiros e , apesar do ano de seu lançamento, o livro continua sendo  plenamente atual e útil.

Aqui nesse texto, eu trouxe para você, as Sete Soluções para a falta de dinheiro, que fazem parte desse clássico da literatura financeira, inspirador dos cursos de finanças que estão disponíveis hoje em dia.

Meu sincero desejo é que você utilize as informações, debata com pessoas que querem resolver esse problema da falta de dinheiro e aplique o conhecimento de quase 6 mil anos que o livro apresenta, em forma de uma envolvente história.

Arkad era o Homem mais rico da Babilônica e foi convidado pelo Rei para ensinar em um Workshop de 7 dias sua metodologia de criação de riqueza. Ele deveria ensinar tudo que o tinha levado a condição de homem rico. Recebeu este convite porque era também um homem sábio. Então, durante sete dias ele ensinou as sete soluções para a falta de dinheiro.

1ª Solução: Pague-se Primeiro. Se você pode investir seu tempo, habilidades e conhecimento em troca de uma remuneração, não é justo que você reserve um percentual como uma reserva própria sua para garantir uma boa qualidade de vida no futuro? Já parou para pensar nisso? Se você recebe uma remuneração em troca do seu tempo e habilidades e se tempo é vida, você deveria valorizar sua vida e pagar-se primeiro para prover uma boa qualidade de vida no seu futuro. É imprescindível que você comece a construir seus ativos com pelo menos 10% do que você ganha. Primeira solução, pague-se primeiro e comece já! Independente da sua idade.

2ª Solução: Cuide de seus gastos. Como pode uma pessoa guardar um décimo de todos os seus ganhos, se em geral seus vencimentos mal dão para as despesas necessárias? Seguramente muitos dos que estão lendo pensaram assim quando apresentei a primeira solução. Olhe só, num grupo de pessoas que se sentem nessa situação de impossibilidade, existem cenários diferentes: Alguns tem famílias maiores para sustentar, alguns são únicos como fonte de renda familiar, mas apesar das diferenças, todos estão igualmente desprevenidos. Por isso não veem como exercitar a primeira solução. Se essa é a realidade sobre 100% dos seus gastos, passar a contar com 90% não fará tanta diferença. Guardar um décimo dos rendimentos, nivela qualquer dos cenários, não há desculpas.

O que chamamos despesas NECESSÁRIAS, sempre crescerá para tornar-se igual aos nossos rendimentos, A MENOS que façamos alguma coisa para inverter essa tendência. A PRIMEIRA É: não confundir necessidades com DESEJOS. Os desejos crescem livremente no coração das pessoas, eles são ilimitados. E aqueles desejos que cada um pode satisfazer pode se reduzir a um punhado apenas. Examine cuidadosamente seu modo habitual de viver, você se defrontará com gastos que podem ser tranquilamente eliminados ou reduzidos. Acate como um compromisso reservar 10% dos seus rendimentos. Faça um orçamento e o encare como aliado e não como algo a que você fica submetido, algo imposto. O propósito dele é ajudar a cuidar de você, da sua família, reservando dinheiro para benefícios futuros de curto, médio e longo prazo. Faça um orçamento de suas despesas de modo que você possa ter dinheiro para pagar pelo que é necessário, pelos prazeres e para satisfazer seus mais valiosos desejos, sem gastar mais do que nove décimos de seus ganhos. Essa é a segunda solução.

3ª Solução: Multiplique seus rendimentos. Ter dinheiro guardado é gratificante e pode alegrar uma alma AVARENTA, mas pode não levar a mais nada. A quantia a ser guardada das fontes de rendimento é apenas um começo. Seus ganhos, sim, é que constroem fortunas. Coloque seu dinheiro para trabalhar. A prosperidade financeira não é avaliada pelo que se consegue guardar, mas nos lucros que essa soma pode produzir. A terceira solução é colocar seu dinheiro para trabalhar de modo que possa reproduzir-se como “algodão nos campos”, usando a linguagem do livro, e trazer-lhe lucro, um rio de riquezas fluindo constantemente para dentro do seu bolso ou sua bolsa.

4ª Solução: Proteja seus ativos contra a perda. O primeiro princípio saudável de um investimento é a segurança do capital aplicado, ou seja, do principal. É prudente cobiçar altos ganhos colocando o capital em risco? A consequência desse risco é a provável perda. Não se deixe enganar pelo romântico desejo de fazer fortuna rapidamente. Procure a orientação de especialistas, ouça a opinião de pessoas acostumadas com negócios e lucros e que sejam idôneas. Não confie demasiadamente em seus próprios conhecimentos, porque podem estar destinando seus recursos a investimentos perigosos. Invista em adquirir conhecimentos financeiros e ouça especialistas antes de tomar decisões. Não se deixe confundir por opiniões de pessoas bem intencionadas, mas que não conhecem sobre investir lucrativamente. O homem mais rico da Babilônia aprendeu isso, passando pela experiência de consultar-se com quem não tinha competência para orientá-lo. Ele perdeu dinheiro inicialmente.

Acredite que sair do endividamento e ter uma vida financeira saudável é possível para todas as pessoas. O que é fundamental é adquirir conhecimento e esse conhecimento não é apenas a respeito de planilhas, cálculos e controles. Pelo contrário, se as questões financeiras fossem apenas racionais muitos de nós não teríamos problemas nessa área. É preciso investir em autoconhecimento e no conhecimento das leis que regem a prosperidade financeira. Vamos falar um pouco mais sobre isso futuramente.

Eu quero te inspirar a viver cada vez melhor, com mais leveza e alegria. Ter finanças saudáveis é muito importante para esse objetivo. Vivemos num mundo concreto onde muitas das nossas necessidades e desejos precisam ser atendidos na esfera material. Por isso é importante preservar a saúde financeira, ela tem forte impacto na nossa saúde emocional e vice-versa.

“O dinheiro é abundante para aqueles que compreendem as leis simples que governam sua aquisição.”

Vamos lá! Continuando as sete soluções para a falta de dinheiro.

5ª Solução: Faça do seu lar um investimento lucrativo. Acomodar dignamente a família, ou você mesmo é um investimento lucrativo. Se deve investir parte dos seus ganhos em uma moradia funcional adequada as necessidades individuais ou familiares, isso será muito positivo. Não necessariamente precisa ser em imóvel próprio. No tempo do Homem mais rico da Babilônia as pessoas tinham muitas limitações de locomoção e as coisas ficavam estáticas durante muito tempo até haver alguma mudança. No mundo atual as pessoas valorizam mudanças, mobilidade, liberdade de transitar. Um imóvel financiado por 20 ou 30 anos tende a segurar as pessoas onde estão, isso pode ser asfixiante para jovens dispostos a conhecer lugares e pessoas novas e para qualquer pessoa que valorize a mobilidade. Além disso, as taxas de juros no Brasil são muito altas e é preciso avaliar bem se vale a pena imobilizar um percentual alto dos seus rendimentos, num passivo de 20 ou 30 anos. Avalie o valor de um imóvel próprio PARA VOCÊ, NÃO PARA OS OUTROS, considere os seus valores pessoais e se o imóvel próprio, mesmo que esteja sendo adquirido por longo financiamento a taxas altas, for importante, planeje o que pode ser feito sem prejuízo de seu bem-estar e da sua família. Não imobilize um percentual dos seus rendimentos que faça vocês viverem no limite e que comprometa o pagar-se primeiro. A quinta solução é: tenha seu próprio lar, more dignamente e com a segurança de estar destinando a moradia um valor que não prejudica seu propósito de reservar e multiplicar seus rendimentos.

6ª Solução: Assegure uma renda para o futuro. A existência de toda pessoa vai da infância a velhice. Pode não acontecer sempre assim, mas é o caminho da vida. Então, cabe a todo ser humano providenciar uma renda condizente para os dias futuros quando não for mais jovem, e providenciar que sua família não fique desassistida, quando já não puder contar com ele para seu conforto e sustento. Na visão do Homem mais rico da Babilônia, não devemos colocar na conta dos filhos nos sustentar na velhice, ele entende que eles não têm essa obrigação. O cuidado e amor com os filhos deve ter como norteador a gratuidade, o amor incondicional, como a sabedoria divina nos ensinou. Ter o apoio e o cuidado deles no futuro é algo que não se pode contar plenamente, porque será uma questão pessoal de cada filho. Se houver uma retribuição do amor que foi ofertado, será muito bom! Mas cobrar isso, querer forçar essa retribuição com chantagens e manipulações afastará esses filhos. A sexta solução, portanto, é: seja previdente quanto às necessidades de sua velhice e quanto a proteção de sua família. Eduque filhos para a vida, para que aprendam com você a cuidarem de si mesmos e compartilhar do amor na sua forma mais pura: a do cuidado e aceitação mútuos, sem cobranças.

7ª Solução: Aumente sua capacidade para ganhar. São palavras de Arkad aos seus discípulos no sétimo dia de seu Workshop sobre finanças e criação de riquezas: ”Hoje conversarei com vocês, meus discípulos, sobre um dos mais vitais remédios para a falta de dinheiro… Falarei de todas essas coisas dentro da mente e da vida dos homens, que trabalham contra ou a favor do sucesso de cada qual… O desejo é a condição para a realização. O desejo deve ser forte e definido. Desejos gerais não passam de meras aspirações. O homem que deseja ser próspero manifesta um pequeno desejo, o homem que deseja ter uma quantia “X” em ativos num prazo “Y” manifesta um propósito tangível, passível de ser buscado. Depois de configurar e declarar seu desejo pode, então, procurar maneiras de obter o que quer. Depois de aprender a garantir um pequeno, mas definido desejo, terá suficiente experiência para garantir um outro de maior amplitude. Este é o processo por meio do qual a riqueza é acumulada: primeiro pequenas somas, à medida que o homem aprende e se tornar mais capaz.”

Quanto mais conhecimento se ganha, quanto mais você se aperfeiçoa no seu ofício, sua capacidade de ganhar dinheiro cresce. É preciso estar consciente disso e agir a partir disso. Quem explora mais seus talentos, sua capacidade de aprendizagem e suas habilidades pode ganhar mais dinheiro. Sorte e oportunidade são criações das pessoas que se movimentam na direção de desejos muito bem definidos.

Veja só, o ser humano tem uma ampla capacidade de aprender sobre novos temas, desenvolver novas capacidades, ampliar seus talentos e fazer muitas e variadas coisas. Somos todos criativos, apesar de boa parte de nós não se ver assim. Porque nossa cultura ensina que somos o que um certificado ou um diploma diz que nós somos, e nos fixamos nisso. Nós somos doutrinados dessa forma, porque essa é a forma que nos torna reféns de um sistema. Não sei se você já ouviu falar na “corrida dos ratos”, senão eu sugiro a leitura do livro Pai Rico e Pai Pobre. Você tem potencial para muito mais coisas do que você pensa. Amplie sua mente, expanda sua consciência e vai sentir-se com muito mais poder para agir e para crescer.

Você pode ter mais de uma fonte de renda. Mais de uma fonte vai te levar mais facilmente a investir em você e no seu futuro e a colocar o dinheiro para trabalhar para você.

Muitas coisas podem enriquecer a vida de um homem e de uma mulher com vantajosas experiências. Vou destacar aqui algumas resoluções que uma pessoa que respeita a si mesmo deve tomar, na visão do homem mais rico da babilônia, e que farão diferença na sua vida:

  • Pagar as contas em dia com toda a pontualidade de que for capaz;
  • Cuidar da família e construir um legado de amor, respeito e admiração;
  • Fazer um testamento, a fim de que, se faltar, a divisão dos bens possa ser feita de forma honesta e adequada;
  • Desenvolver a compaixão pelos que sofrem ou foram atingidos pela desventura e ajudá-los na medida de sua possibilidade. Assumir o compromisso da contribuição social e eu acrescento o compromisso da contribuição ambiental, importe-se com os outros e com essa casa chamada Terra.

Assim a sétima solução para falta de dinheiro é: cultivar suas próprias aptidões, estudar e somar conhecimentos, tornar-se mais habilidoso e agir, sempre respeitando a si mesmo. Dessa forma adquirirá suficiente autoconfiança para realizar seus mais acalentados desejos. E construirá algumas fontes de renda.

Conta o livro, que o casal de professores que receberam as tabuinhas de argila para a tradução dos escritos originais encontrados em escavações, de tão perplexos que ficaram com o conteúdo, decidiram aplicar em seus próprios negócios o plano que estava descrito nelas. Assim fizeram, e os resultados os deixaram ainda mais felizes, os problemas financeiros que esse casal de professores vinha passando foram um a um sendo solucionados. E tudo isso aconteceu na década de 30 do século XX, mais de 5 mil anos depois de serem talhadas na antiga Babilônia.

Eu espero que você mais do que ter gostado, resolva aplicar estas orientações na sua vida. Eu garanto que você vai experimentar a mesma satisfação dos professores tradutores dos originais e viver com muito mais tranquilidade, desfrutando de tantas coisas mais que a vida oferece quando não se está tão envolvido apenas com a sobrevivência.

Eu convido você a continuar acompanhando os textos aqui no Blog. Eu tenho um Canal no Youtube e publico vídeos sobre outros temas relacionados a Desenvolvimento Pessoal e Saúde Emocional. Compartilhe esse conteúdo se entende que pode ser útil e ajudar algum que está enfrentando problemas financeiros.

Desejo a você muita prosperidade!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-image: url(http://ednacassiano.com.br/wp-content/uploads/2016/12/woman.jpg);background-size: cover;background-position: center center;background-attachment: scroll;background-repeat: no-repeat;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 550px;}