Inteligência Emocional para pessoas de atitude empreendedora

Eu acredito na transformação do país através da educação integral, através do autoconhecimento como ferramenta para promoção do fortalecimento de habilidades e competências. Acredito no autoconhecimento para viabilizar a construção de caminhos que levem a realização de sonhos e ao crescimento pessoal sustentável.

Acredito que quem se conhece melhor, atua de forma consistente, passa a ser mais respeitoso, generoso e tolerante consigo e com os outros, e por isso, pode contribuir de forma efetiva e consciente com a sociedade em que vive, aprendendo sobre o valor da contribuição social.

As pessoas que tem atitude empreendedora são capazes de ir além do que lhes é requerido:  inovam naquilo que fazem com foco em agregar valor a determinado processo, criam novos processos, negócios, projetos e movimentos. Pessoas de atitude empreendedora podem ser empresários, mas não necessariamente. Empresários ou não, todos seremos mais felizes e efetivos se desenvolvermos nossa inteligência emocional.

O que é Inteligência Emocional? O cérebro é dividido hemisférios esquerdo e direito. O primeiro é racional, analítico, busca sempre referências em aprendizados anteriores. O segundo, o direito, é aquele que é mais sensitivo, lúdico, criativo, romântico de certa forma e mais crédulo. Todos lidamos com essas perspectivas e temos uma tendência de predominância em termos de atuação na vida. A Inteligência Emocional diz respeito a um estilo de atuação que equilibra essas duas vertentes, ampliando nossa visão de mundo.

Equilibrar esses dois lados em nós, nos coloca em conexão de amor conosco, com o próximo e com o Ser Divino, que você pode e deve chamar como quiser. O que digo com isso é nossa conexão com algo que nos transcende. Daniel Golleman diz isso de outra forma. Ele define dois pilares para a inteligência emocional e chama o primeiro de competências emocionais pessoais e o segundo de competências emocionais sociais. Para nos ajudar a visualizar o que estou dizendo pense em um avião. Os pois primeiros pilares são as asas. O terceiro é o centro, o corpo do avião. Um Pilar em desarmonia, impede o avião de fazer vôos e cumprir o objetivo para o qual foi criado. Ele permanece no chão e terá uma existência aquém de sua essência.

Empreendedores precisam desenvolver sua inteligência emocional para:

  • Crescer no ambiente profissional de forma harmônica;
  • Automotivar-se;
  • Perceber, compreender e manejar emoções;
  • Liderança para motivar e fidelizar sua equipe;
  • Para manter uma boa saúde;
  • Para trabalhar de forma equilibrada, sem causar prejuízos para si e para as pessoas que amam, significa ter um equilíbrio produtivo de vida, que não onera ninguém;
  • Saber quem é, o que quer fazer, onde quer chegar e construir o caminho para chegar lá, entendendo sua própria relevância para o mundo.
  • Tomar decisões mais assertivas;
  • Alcançar a prosperidade e não apenas um sucesso em uma ou algumas áreas da vida.

Estabeleça como meta desenvolver sua Inteligência Emocional. Se você já está neste caminho, decida manter esse investimento presente. Estimule as pessoas ao seu redor a fazer o mesmo. Inteligência Emocional gera felicidade, sentido para a vida, harmonia, valorização de si e dos outros e paz, aquela, que ninguém pode tirar de você.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-image: url(http://ednacassiano.com.br/wp-content/uploads/2016/12/woman.jpg);background-size: cover;background-position: center center;background-attachment: scroll;background-repeat: no-repeat;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 550px;}